Um tribunal especial da Índia condenou sete pessoas à morte pela violação em grupo e homicídio em fevereiro passado de uma jovem nepalesa deficiente no norte do país, informou hoje a imprensa local.

A juíza Seema Singhal proferiu na segunda-feira, no estado de Haryana, a sentença dos sete acusados no caso, pelo qual outro indivíduo, menor de idade, está a ser julgado num tribunal juvenil, segundo o jornal Hindustan Times.
 

“As mulheres ainda sofrem crimes e discriminação por parte dos homens na nossa sociedade e ainda temos preconceitos do género no nosso sistema, mas a sentença deve enviar uma mensagem forte às pessoas”, disse a magistrada.