Uma jovem e a sua filha foram queimadas vivas na Índia pelo marido e outros três familiares pela falta de pagamento de um dote matrimonial, segundo fontes locais.

O crime ocorreu no passado dia 17 na localidade de Khananka, no estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, quando o marido, os sogros e um cunhado da mulher, Shanno, de 22 anos, a queimaram viva devido a um dote de 200000 rupias (2442 euros) e um motociclo, afirmou um porta-voz da polícia local ao diário Times of India.

A filha, que dormia perto da mãe, também morreu devido às chamas. Quatro familiares confessaram o crime e foram detidos.