O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou este sábado o estado de emergência na Califórnia devido ao incêndio que afeta a região desde segunda-feira e levou à retirada de 38 mil pessoas.

Trump ordenou que o governo federal preste assistência adicional, de acordo com um comunicado da Casa Branca.

As altas temperaturas, o tempo seco e os fortes ventos propiciaram o fogo, que já queimou uma superfície de mais de 32 mil hectares.

As chamas já mataram cinco pessoas, incluindo duas crianças e uma avó. Um bombeiro e um operador de máquinas pesadas também morreram devido ao fogo.

No condado de Shasta, as chamas destruíram 500 edifícios e causaram danos noutros 75.

Há pelo menos 17 pessoas desaparecidas.