O presidente do Governo Regional da Galiza anunciou, este domingo, que o executivo combaterá também pela via judicial a «praga» incendiária, para que os autores dos fogos dolosos sejam responsabilizados criminalmente.

Em entrevista à rádio galega, Alberto Núnez Feijóo referiu que quinta-feira próxima levará uma proposta ao Conselho Regional que contribuirá para debelar este flagelo, justificando o endurecimento de posições por haver «pessoas que persistem em queimar o país».

As palavras do dirigente autonómico da Galiza surgem numa altura em que há mais de 100 detidos por fogo posto, um ato crimimoso contra o património e o meio ambiente, e que também provoca mortes.