O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, declarou três dias de luto nacional, na sequência dos incêndios que lavram desde segunda-feira e que já fizeram mais de 60 mortos. É uma forma de homenagear as vítimas dos fogos. 

Não há palavras para descrever os nossos sentimentos nesta altura. O país vive uma tragédia incaculável. Perderam-se dezenas de vidas humanas e isto é insuportável para todos. Sobretudo para as famílias que perderam os seus entes queridos. Mas também para todos nós sobre quem recaem as responsabilidades. Para todos aqueles que entendem que não há bem mais precioso que a vida humana", disse Tsipras. 

 

 

Os números avançados de forma oficial até agora apontam para mais de 60 mortos. Mas é um balanço que pode aumentar: o autarca de Rafina, uma das localidades mais afetadas pelas chamas disse à Skai TV que "o número de mortos não pára de aumentar". Evangelos Bournous fala em "famílias desesperadas que se viram travadas por paredes de fumo e chamas". Muitas pessoas foram encontradas mortas em casa ou dentro dos carros onde tentavam fugir. 

A mesma fonte avança que há mais de mil casas arrasadas pelo fogo e mais de três centenas de carros queimados. 

A jornalista grega Liana Spyropoulou, correspondente do jornal alemão Bild, está a fazer a cobertura dos incêndios no terreno. A jornalista adianta que os fogos ainda lavram em 14 frentes e há dezenas de pessoas desaparecidas. 

A mesma jornalista colocou um vídeo na rede social, onde é possível ver uma rua inteira de carros queimados.

O fogo lavra em pelo menos três zonas muito próximas da capital grega, Rafina, Mati e Nea Makri. Um pouco mais afastado desta zona, a região de Kineta preocupa também as autoridades. Os ventos fortes e as altas temperaturas dificultam o combate às chamas. Imagens aéreas mostram a destruição provocada pelas chamas em menos de 24 horas. 

Veja também: 

Há a contabilizar também mais de 170 feridos, entre eles pelo menos 11 feridos em estado muito grave. Também entre os feridos estão pelo menos 16 crianças e adolescentes.