Há quatro incêndios fora do controlo na Suécia, numa altura em que a ajuda internacional já chegou ao país, incluindo de Portugal, que está a caminho nesta terça-feira.

Os termómetros chegam aos 35 graus e não chove desde maio, naquele que é já considerado o verão mais quente do último século.

Segundo o último balanço da proteção civil, há 27 fogos ativos no país, quatro dos quais fora de controlo.

Já arderam 25 mil hectares de floresta, o dobro da área da cidade de Paris.

Na Suécia, o verão costuma ser fresco, com as temperaturas a rondarem os 23 graus, mas desde o início de maio que praticamente não chove.

O Governo sueco contabiliza, neste momento, os prejuízos em cerca de 80 milhões de euros.

Portugal enviou nesta terça-feira dois aviões e uma equipa de cerca de 30 operacionais, além de material.