“Perdi tudo, mas houve quem perdesse a vida”. Francisco Ramos é português e vivia no prédio de 24 andares que ardeu, esta quarta-feira, no centro de Londres.

Via Skype, o jovem contou à TVI24 que estava a trabalhar quando recebeu a notícia “horrível” através do seu senhorio e do colega de casa. Chegou já passado algumas horas, já que não podia ausentar-se do trabalho.

Vi o meu quarto, que era a minha casa, a arder. Mas tenho mais compaixão pelas pessoas que perderam a vida. Eu perdi todos os meus bens, mas houve quem perdesse a vida. É inexplicável”

Francisco disse que o prédio “era fantástico”eque tinha acabado de ser renovado. Ao contrário de outros testemunhos, disse que nunca viu materiais de construção lá dentro que pudessem ser inflamáveis.

Ainda assim, o material de que era “revestido o prédio era um pouco duvidoso”.

Este português, a estudar e trabalhar em Londres, perdeu tudo, mas tem amigos que, por agora, podem acolhê-lo.

A tragédia fez pelo menos 12 mortos e 79 feridos, 18 deles em estado grave. As autoridades admitem que o número de vítimas mortais ainda pode aumentar.

Veja também: