Foram encontrados mais restos mortais no interior da Torre Grenfell, em Londres, na quarta-feira. A informação foi dada pela polícia britânica que informou que estes restos são os “últimos visíveis”.  

Stuart Cundy, comandante da polícia, disse aos meios de comunicação britânicos que a equipa “recuperou forçosamente os últimos restos mortais visíveis”. O oficial informou ainda que “o trabalho na Grenfell Tower continua, sete dias por semana".

Não quero nenhuma vítima desta tragédia escondida”, afirmou.

Segundo a CNN, a polícia recuperou 87 restos mortais, sendo que apenas foi possível identificar 21 pessoas.

A polícia britânica, que falou com pessoas de 106 dos 129 apartamentos da torre, acredita que há ainda mais 18 pessoas que podem vir a ser consideradas mortas. Os oficiais encontram-se a fazer uma pesquisa especializada, à mão, que envolve a passagem de quase 16 toneladas de detritos para encontrar mais restos mortais.

O incêndio que deflagou no prédio residencial no centro de Londres, no dia 14 de junho, causou pelo menos 80 mortes e destas apenas 21 corpos foram identificados formalmente.

Sajid Javid, secretário das comunidades em Lancaster West, referiu que "a escala do esforço de recuperação necessária na propriedade do Lancaster West nos próximos meses não pode ser subestimada. Esta intervenção está a colocar as bases que irão apoiar a recuperação a longo prazo”.