O ferry Norman Atlantic saiu do porto grego de Patras às 05:30 (03:30 em Lisboa) em direção ao porto italiano de Ancona.

O pedido de socorro surgiu quando se encontrava a 33 milhas náuticas da pequena ilha grega de Othonoi, de acordo com a AFP. O fogo começou na área da embarcação reservada aos carros. O Norman Atlantic transportava mais de 200 veículos. 

O vento forte, de cerca de 80 km/hora, bem como o mar agitado, a forte chuva e as baixas temperaturas estão a dificultar a operação, mas o resgate está a decorrer dentro das circunstâncias possíveis. Já foram salvas mais de 100 pessoas, algumas através de botes, em direção a outro navio; outras por helicóptero.

Cada resgate aéreo demora cerca de 15 minutos, segundo o Ministério da Defesa grego. Há dois helicópteros italianos e dois gregos envolvidos na operação.

«Estamos a fazer tudo o que podemos para salvar as pessoas a bordo e ninguém, ninguém vai ficar impotente nesta situação difícil». «É uma das operações de resgate mais complicados que temos feito»

Segundo o Ministério do Mar grego, entre os passageiros estão 268 gregos. A tripulação é constituída por 22 italianos e 34 gregos.