Várias equipas de bombeiros apoiados por uma dúzia de camiões-cisterna estão envolvidos no combate a um fogo num prédio residencial de 12 andares na cidade inglesa de Manchester, informaram hoje as autoridades britânicas.

O incêndio deflagrou no nono andar do bloco residencial, mas desconhece-se, por enquanto, como terá começado.

As autoridades de combate a incêndios da zona metropolitana de Manchester (centro/norte de Inglaterra) advertiram os cidadãos – através do Twitter - para que se mantenham afastados da zona do sinistro.

A polícia local confirmou, por outro lado, que várias ruas em torno do local foram encerradas para facilitar o trabalho dos bombeiros.

As imagens difundidas pela Internet mostram pelo menos um apartamento em chamas no edifício da rua Joiner, no Northern Quarter (um dos bairro no norte da cidade).

Desconhece-se por enquanto se há residentes no interior do edifício.

A 14 de junho morreram 71 pessoas na zona oeste de Londres no incêndio de um bloco de 24 andares (de habitação social).

Na altura foi identificada a causa do fogo: um frigorífico defeituoso. No entanto, o fogo alastrou de forma muito rápida devido a um revestimento inflamável que cobria o edifício, propriedade das autoridades locais de Kensington e Chelsea.

Uma investigação posterior - lançada pelas câmaras municipais e juntas de freguesia de todo o Reino Unido – revelou que a maioria dos blocos que são propriedade municipal não cumpre os requisitos mínimos anti-incêndios.