A Polícia Judiciária (PJ) do Porto anunciou esta quinta-feira a detenção de um homem, de 48 anos, suspeito de ter ateado na passada segunda-feira um incêndio florestal no concelho de Santa Maria da Feira.

Segundo a PJ, o detido, um jardineiro, está «fortemente» indiciado pela prática de um crime de incêndio florestal, que ocorreu na freguesia de Caldas de S. Jorge, no dia 16, cerca das 22:30.

«O suspeito, atuando num quadro de adição, por ingestão de álcool, deslocava-se a pé quando, sem motivação subjacente, resolveu atear fogo, com recurso a um isqueiro, à folhagem de eucaliptos, numa zona fortemente florestada, de pinheiros e eucaliptos», diz a PJ.

De acordo com a polícia, o local onde deflagrou o incêndio «correu perigo efetivo», nomeadamente a zona florestal e o casario adjacente, que só não foi atingido porque foi imediatamente detetado e combatido por populares que aí residem.

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.