A Advocacia-Geral da União (AGU) apresentou esta quinta-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) uma providência cautelar para anular o processo de 'impeachment' (destituição) da Presidente Dilma Rousseff.

A informação foi confirmada à agência Lusa pela AGU, que defende o Governo, e que espera que o STF tome uma decisão mais rápido possível.

Segundo a assessoria da AGU, o Governo acredita que há "vários erros no processo que o tornam nulo", e que impedem a sua continuidade.