receando-se que 700 pessoas tenham morrido

«Tem que ser uma prioridade»

«Não estamos a falar de coisas banais, mas de vidas humanas», disse Renzi, considerando que o tráfico de pessoas é «um flagelo» para a Europa.