Cerca de 224 mil migrantes e refugiados atravessaram o Mediterrâneo em direção à Europa nos primeiros sete meses deste ano, divulgou esta quinta-feira a ONU, um dia depois de um novo naufrágio que poderá ter provocado mais de 200 mortos.

"O que temos à porta da Europa é uma crise de refugiados", afirmou um porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), William Spindler, numa declaração enviada por e-mail à agência francesa AFP.

Segundo o representante, até finais de julho, cerca de 224 mil refugiados e migrantes chegaram à Europa por via marítima.