Maria Fernandes, portuguesa imigrante na cidade de Elizabeth, New Jersey, EUA, foi encontrada sem vida dentro do carro.

O carro estava estacionado entre a rua 1 e 9 de Elizabeth (ver mapa abaixo) e o corpo da jovem portuguesa foi encontrado dentro da viatura já sem sinais vitais. A polícia esteve no local e, segundo o «New Jersey online», Maria foi vítima do monóxido de carbono e da mistura de gases provenientes do combustível quando encostou o carro para descansar.



A autopsia preliminar realizada não foi conclusiva e a polícia aguarda pelo resultado dos exames toxicológicos. Fonte policial disse que não existe suspeita de crime.

«Parece que alguém desesperadamente cansado do trabalho queria descansar um pouco, e acabou por sofrer um trágico acidente», disse Daniel Saulnier do departamento da polícia de Elizabeth.

O serviço de emergência médica foi chamado por volta das 15h51 (hora local). Quando as equipas de socorro chegaram encontraram as janelas e o veículo fechados e um odor a químicos, referiram as autoridades locais.

Consequência da crise de 2008, nos EUA existem cada vez mais pessoas a acumular várias funções e empregos. Aos 32 anos, Maria tinha quatro diferentes.

Em New Jersey há milhares de pessoas com vários trabalhos, disse Carl Van Horn, diretor do centro John J. Heldrich para o desenvolvimento do trabalho da Universidade Rutgers em New Brunswick.

«São pessoas que até queriam trabalhar a tempo inteiro, mas não encontram trabalho. Há alturas em que estão completamente exaustos e o mais comum é o aparecimento de grandes níveis de stress», disse o responsável.

Sobre a imigrante portuguesa sabe-se apenas que dos quatro empregos dois eram restaurantes de donuts.

A polícia de Elizabeth já entrou em contacto com a irmã de Maria Fernandes em Portugal e está à procura de mais familiares.