Cerca de mil pessoas manifestaram-se este sábado nas ruas de Zurique, a capital económica da Suíça, a favor de uma sociedade aberta e solidária, respondendo ao apelo para a luta contra «a xenofobia».

«Desfilamos para mostrar a nossa desaprovação relativamente ao resultado da votação sobre imigração a 9 de fevereiro», disse um representante dos grupos de esquerda, citado pela agência ATS.

«Manifestamo-nos por uma sociedade aberta e solidária, contra a divisão e a calúnia. Há espaço suficiente na Suíça», acrescentou, quando passam cinco semanas do referendo que acabou com «a imigração em massa».

O debate não está encerrado, segundo os manifestantes, que dizem recusar que a imigração seja definida como útil ou nociva.

A 1 de março, cerca de 10 mil pessoas também se manifestaram em Berna a favor de uma Suíça aberta e solidária, numa iniciativa organizada por cerca de 60 partidos, sindicatos e organizações, muitos deles estrangeiros.

O novo sistema deve ser definido pelas autoridades suíças e vai entrar em vigor dentro de três anos.