Milhares de húngaros tornaram a manifestar-se esta sexta-feira na capital do país, Budapeste, contra o primeiro-ministro, Viktor Orban, denunciando o que entendem ser a falência da elite política.

Os manifestantes exibiam cartazes contra Orban, cuja popularidade baixou acentuadamente nos últimos meses, depois de três vitórias eleitorais em 2014.

Cerca de cinco mil pessoas, pelas estimativas da AFP, exprimiram-se nas proximidades da Ópera de Budapeste contra uma política que consideram afastar o país do Ocidente e aproximá-lo da Federação Russa.