Um ex-culturista brasileiro quase teve de amputar os braços por tentar assemelhar-se à personagem de banda desenhada "Hulk". 

O brasileiro Romário dos Santos Alves, de 26 anos, injetava "Synthol", uma mistura de óleo, analgésicos e álcool, nos músculos. Esta substância garantiu, durante um determinado período, o crescimento rápido daqueles músculos. Contudo, a experiência levou a que o então culturista estivesse prestes a ter que amputar os membros superiores.

Os meus músculos começaram a solidificar e já nem conseguia injetar nos braços. Pareciam pedra", explicou o bodybuilder, segundo o Daily Mail.

Na verdade, o que acabou por acontecer foi que, apesar de a substância ter aumentado os braços de Romário, criou também uma espécie de cristais nos músculos do jovem.

A certa altura, os médicos alertaram o culturista que, se não deixasse de injetar a substância de imediato, teria de amputar os braços.

Lembro-me de o médico me ter dito que tinham de me amputar os dois braços. Disse que todos os músculos eram pedra", contou Santos Alves, segundo o The Telegraph.

Também a mulher lhe fez um ultimato: caso não deixasse aquele vício, separavam-se.

Hoje, um ano depois de ter deixado de injetar aquela substância, Romário dos Santos Alves apresenta um corpo saudável.

Perdi o controlo e podia ter morrido. Tudo porque queria ter uns músculos maiores. Não valia a pena", explicou, segundo o ABC.