Um professor de Hong Kong foi acusado na quarta-feira de assassinar a mulher, um dia depois de ter sido encontrado o corpo em decomposição numa mala no seu escritório nas instalações da universidade, noticiou hoje a imprensa.

O professor associado de engenharia mecânica da Universidade de Hong Kong, Cheung Kie-chung, foi detido pela polícia na terça-feira, de acordo com o South China Morning Post.

Os investigadores acreditam que a mulher esteja morta há vários dias. O corpo foi descoberto na terça-feira, vestido apenas com roupa interior.

Marcas no pescoço sugerem que terá sido estrangulada, informou o jornal Straits Times, de Singapura.

O South China Morning Post adiantou que as autoridades estão a realizar exames para determinar a causa exata da morte.