Um homem de Hong Kong acusado de matar, desmembrar, temperar e cozinhar os pais foi esta sexta-feira condenado por dois homicídios.

Durante os 20 dias de julgamento, o tribunal ouviu como Henry Chau, de 31 anos, desmembrou os pais idosos, antes de cozinhar e colocar partes dos corpos em marmitas, «como porco assado». O casal foi dado como desaparecido a partir de 25 de fevereiro de 2013.

As cabeças de Chau Wing-ki, de 65 anos, e da mulher, Siu Yuet-yee, de 62, foram encontradas em março de 2013, metidas em dois frigoríficos num apartamento ensanguentado, dias depois de terem sido dados como desaparecidos.

O «South China Morning Post» adianta que o homem considera que o mundo está todo contra si e que culpava os pais também. O tribunal declarou-o como um «psicopata» e um homem muito perigoso. 

A medida ad pena será conhecida nos próximos dias. Um segundo acusado de cumplicidade foi libertado.