A noite da celebração do Ano Novo em Hong Kong, na China, terminaram com uma batalha nas ruas entre polícia e manifestantes e um saldo de 48 polícias feridos e 24 detidos.

Os protestos rebentaram quando os inspetores de saúde saíram à rua para fiscalizar a venda ambulante de comida. De acordo com a CNN, normalmente, as autoridades são benevolentes nesta altura e “fecham os olhos” à venda de comida na rua.

No entanto, neste ano do macaco, a prática não foi assim. Um movimento com uma centena de pessoas atacaram a polícia com pedras e outros objetos. A polícia respondeu com gás pimentas e tiros para o ar.

Também um repórter de imagem ficou ferido, segundo a AFP.

Este é o pior incidente em Hong Kong, desde 2014, durante a revolução do chapéu de chuva amarelo