Um antigo oficial chinês da polícia de Hong Kong acusado de espiar a favor do governo de Pequim no tempo da guerra fria, John Tsang Chao-ko, morreu em Cantão com 91 anos, disse esta terça-feira a imprensa local.

Líderes chineses, incluindo o Presidente Xi Jinping, prestaram homenagem a John Tsang Chao-ko numa cerimónia realizada na segunda-feira naquela cidade do sul da China, disse o Diário de Cantão, citado pelo jornal South China Morning Post.

Conhecido como «o primeiro espião de Hong Kong», John Tsang Chao-ko foi preso e deportado para a República Popular da China em 1961, pouco depois de ter frequentado um curso de formação na Universidade de Cambridge, no Reino Unido.