A Câmara dos Deputados da Rússia está a estar a possibilidade de proibir gays de doar sangue, informou esta segunda-feira o vice-presidente da agência de Ciências, Mijaíl Degtiariov.

«Vamos propor alterações na lei sobre a doação e nos regulamentos do Ministério da Saúde para restabelecer a homossexualidade da lista de contra indicações para doar sangue», afirmou o também deputado do Partido Liberal Democrático da Rússia.

Segundo Degtiariov, a iniciativa não pode ser considerada discriminatória porque, de acordo com os seus dados, «65% das pessoas infetadas com HIV são gays».

O vice-presidente revelou ainda que a Câmara dos Deputados irá considerar um projeto de lei que prevê que o Estado suporte os custos da primeira consulta médica para os que «querem mudar a sua orientação de homossexual para heterossexual».

Os homossexuais podem doar sangue na Rússia desde 2008.