Três freiras italianas foram encontradas mortas no norte de Bujumbura, capital do Burundi, com indícios de homicídio, segundo fontes oficiais do Estado africano, citadas pela agência Reuters.

A polícia local já deteve dois suspeitos para interrogatório.

O padre Mario Pulicini, responsável pela paróquia onde o crime ocorreu, confirmou as mortes e contou que os corpos de duas das mulheres, uma de 75 anos e outra com 82 foram encontrados nos dormitórios da paróquia, no domingo, enquanto a terceira vítima, uma mulher de 79 anos, foi encontrada já esta segunda-feira, pelo que os crimes terão ocorrido em circunstâncias separadas.

«É difícil saber a razão dos crimes, mas nada pode justificá-los», afirmou Mario Pulicini à Reuters.

A diocese católica de Parma, em Itália, conta no seu website que as mortes terão sido resultado de «um roubo efetuado por uma pessoa com problemas mentais».

As duas primeiras vítimas estavam no Burundi há sete anos, depois de já terem trabalhado na República Democrática do Congo.