Dois trabalhadores da Birmânia acusados do homicídio de dois turistas britânicos na Tailândia disseram ter confessado os crimes sob tortura, informou hoje o advogado.

Zaw Lin e Win Zaw Tun foram acusados do homicídio de David Miller, 24 anos, e da violação e morte de Hannah Witheridge, 23 anos, depois de os respetivos corpos terem sido encontrados na ilha de Koh Tao no mês passado.

«Os suspeitos disseram que não mataram ninguém, que não estão envolvidos no incidente, e que foram abusados fisicamente», disse o advogado Surapong Kongchantuk à AFP.


No dia 15 de setembro,  dois turistas britânicos foram encontrados mortos, numa praia em Koh Tao, uma ilha na província de Surat Thani, no Sul da Tailândia.   Um homem, de 24 anos, e a mulher, de 23 anos, apresentavam ferimentos graves na cabeça.