Dois adolescentes foram detidos, depois de cinco familiares terem sido encontrados mortos, esta quarta-feira, em Broken Arrow, no estado de Oklahoma, nos EUA. Os suspeitos, de 18 e 16 anos, foram apanhados depois de terem tentado fugir do local do crime.

A polícia deparou-se com um dos crimes mais sangrentos até à data em Oklahoma, depois de ter recebido uma chamada de emergência anónima. Ao chegar ao local, as autoridades encontraram cinco cadáveres, esfaqueados até à morte, numa residência do bairro.

Uma adolescente de 13 anos sobreviveu aos ferimentos e foi enviada para o hospital, onde permanece em estado crítico.

Ao inspecionar a casa, a polícia encontrou uma criança de dois anos, sem qualquer ferimento, que retém sob custódia.

“Deparámo-nos com uma cena bastante macabra e sem precedentes em relação ao tipo de crimes a que costumamos assistir em Broken Arrow”, afirmou o agente Thomas Cooper, em entrevista à NBC.


Suspeitos e vítimas pertenciam à mesma família e moravam na mesma casa.

A polícia vasculhou a área durante cerca de uma hora, até os cães pisteiros detetarem o rasto dos dois jovens, que, segundo as autoridades, terão fugido do local do crime pela porta das traseiras. Os adolescentes foram detidos e estão agora na prisão de Broken Arrow.

Os crimes estão a chocar a localidade, que tem apenas 100 mil habitantes e apenas um ou dois casos de homicídio a cada dois anos.