Um homem com deficiência intelectual foi morto com três tiros pela polícia de Dallas, nos Estados Unidos.

Jason Harrison, de 38 anos, que sofria de doença bipolar, foi morto à porta de casa e na presença da mãe.

Tudo aconteceu em poucos segundos. Jason Harrison tinha uma chave de fendas na mão e não reagiu logo à ordem do polícia que o mandou largar a chave de fendas, entre os gritos dos agentes e da mãe de Jason.

O incidente ocorreu em junho de 2014, mas as imagens só agora foram divulgadas, por iniciativa da família, já que os vídeos das câmaras colocadas nas fardas policiais foram entregues ao tribunal.

Pode ver aqui o vídeo que faz prova em tribunal. Alertamos que as imagens são violentas e podem chocar os leitores mais sensíveis.

A família instaurou uma ação contra os dois polícias, argumentando o abuso da força policial e homicídio. O irmão da vítima questiona por que razão a polícia não usou um taser ou gás pimenta naquele momento, e que «que o vídeo deve servir como exemplo na formação de polícias, para saberem aquilo  que não devem fazer» numa situação daqueles, disse Sean Harrison ao «Dallas Morning News».

Os familiares acrescentam que Jason não era sequer violento, mas terá ficado confuso com os gritos.
Por seu turno, os polícias alegam que agiram em legítima defesa.