O indivíduo alvejado pela polícia por ter atacado à facada duas pessoas na gare central da cidade de Amesterdão terá agido com "motivações terroristas", segundo as autoridades holandesas.

O indivíduo, identificado como um jovem afegão de 19 anos, com visto de residência na Alemanha, feriu gravemente dois norte-americanos.

As primeiras declarações do suspeito indicam que houve motivações terroristas", refere um comunicado do poder local de Amesterdão.

As duas pessoas que ficaram gravemente feridas no ataque com uma arma branca perpetrado na sexta-feira na gare central de Amesterdão são cidadãos norte-americanos, divulgou hoje o embaixador dos Estados Unidos na Holanda.

As duas vítimas são cidadãos norte-americanos e estamos em contacto com eles e com as respetivas famílias”, declarou Pete Hoekstra, num comunicado.

As autoridades holandesas confirmaram que as duas vítimas sofreram ferimentos graves, mas não correm perigo de vida.

Desejamos-lhes uma recuperação rápida e estamos a trabalhar em estreita colaboração com a cidade de Amesterdão para fornecer assistência a eles e às suas famílias”, acrescentou o representante diplomático na mesma nota informativa.

Na sexta-feira, a polícia holandesa anunciou que tinha disparado e ferido um suspeito depois de um esfaqueamento na gare central de Amesterdão.

Numa série de mensagens publicadas na rede social Twitter, a polícia anunciou que duas pessoas tinham ficado feridas no esfaqueamento e que o suspeito tinha sido atingido a tiro por agentes da polícia.

A gare central de Amesterdão é um movimentado ponto de entrada e de saída daquela reconhecida cidade holandesa, de onde partem e chegam comboios regulares que fazem a ligação com o aeroporto de Schipol.