Um diplomata holandês da embaixada do país em Moscovo foi espancado, na sua residência, na capital russa por desconhecidos que escreveram ainda num espelho a sigla LGBT, revelaram a imprensa russa e fontes oficiais.

O incidente acontece quando as relações entre os dois países estão tensas devido à detenção, pelas autoridades russas, de tripulação de um navio da Greenpeace que navega sob bandeira holandesa e tem realizado ações contra a exploração de petróleo no Ártico.

Onno Elderenbosch, vice-chefe da missão holandesa em Moscovo foi atacado em sua casa depois de ter sido abordado por dois homens que se apresentaram como eletricistas.