As autoridades indonésias estão a investigar um restaurante com tema Nazi. O proprietário vai ter de explicar por que razões abriu um restaurante com o tema. A abertura criou a controvérsia entre os residentes e os turistas.

Henry Mulyana, o dono do Soldatenkaffee (café dos soldados), vai ser interrogado quanto à decisão de abrir um restaurante Nazi em Bandung.

As paredes são decoradas com memórias ao período Nazi, desde propaganda da época a fotografias de Hitler, refere o «The Independent».

O café está aberto desde abril de 2011 mas apenas se tornou alvo de atenção quando um jornal local escreveu uma notícia sobre o estabelecimento.

Ayi Vivananda, presidente de Bandung, enviou uma carta a convocar Mulyana para uma sessão de esclarecimentos e para perceber se os objetivos tinham a cer com questões raciais.

«Aqueles símbolos são reconhecidos internacionalmente como representantes de violência e racismo», disse Vivananda.

Mulyana respondeu que os seus objetivos prendem-se apenas com a atração de clientes. Disse ainda que o restaurante teve que ser fechado, mas não respondeu quando questionado acerca da alteração do tema do espaço.

«Vamos esperar e ver», concluiu.