Numa altura em que a campanha para a Casa Branca está ao rubro, e que uma declaração de impostos pode mesmo tramar Trump na corrida, o candidato republicano volta a chamar à atenção, mas por outras razões.

No último sábado, num comício na Pensilvânia, Trump imitou Hillary Clinton, no episódio em que a candidata se sentiu mal durante as cerimónias do 11 de setembro.

Essa mulher, que deveria lutar contra todas estas coisas, nem consegue dar 15 passos até ao carro”, afirmou. “Precisamos de energia.”

Esta não é a primeira vez que o candidato republicano afirma que a democrata não tem resistência física para ser presidente. O estado de saúde de Hillary Clinton tem, aliás, marcado a campanha nos Estados Unidos e feito multiplicar as teorias da conspiração.