Um rapaz sírio de 8 anos é o mais recente herói do Youtube. Num vídeo amador, o menino surge num ambiente de tiros e parece ser atingido, mas volta a levantar-se para resgatar a irmã, escondida debaixo de um carro queimado.
 
Tem-se especulado que o menino fingiu a própria morte, a fim de enganar o atirador e obter tempo para ir buscar a rapariga aterrorizada.
 
Quando o «herói» se levanta ouve-se a exclamação «Allahu akbar», em português «Deus é grande», vinda do grupo de homens que filmou a cena atrás de uma parede de tijolos.
 
As crianças conseguem fugir, de mão dada, após mais tiros disparados e uma nuvem de pó se formar à volta.
 

O The Telegraph adianta que, apesar de não conseguirem verificar as imagens de modo independente, os especialistas afirmam não haver razões para duvidar da autenticidade.

Desde que foi publicado no Youtube na segunda-feira, pelo grupo ativista «Shaam News Network», o vídeo já conta com mais de duzentas mil visualizações.
 
Apesar de não se saber o local exato onde ocorreu a filmagem, não é surpreendente que um grupo de atiradores tenha como alvo crianças. A ONU já havia acusado o regime de «crimes contra a humanidade», onde se inclui o uso de armas de fogo contra crianças.

Desde 2011 já morreram mais de 11 mil crianças vítimas da guerra civil síria, avança um relatório da Oxford Research, revelado em Londres no início deste mês.