A família de uma das vítimas do voo QZ8501 da Air Asia, que caiu no mar Java a 28 de dezembro, soube do seu destino devido a uma «selfie» publicada pelo jovem, já a bordo da aeronave.

A foto tirada por Hendra Syawal, de 23 anos, mostra o jovem e três amigos sentados dentro do avião antes de este descolar.

A irmã da vítima recebeu a foto apenas depois de saber das notícias do desastre. Não estava preocupada, pois julgava que o seu irmão não viajaria naquele dia. Foi só quando os seus pais receberam uma chamada com a notícia, que a família soube que Hendra também estava a bordo.

«Voei imediatamente para Surabaya», disse Yunita Syawal ao «Telegraph». Seis dias depois, ajudaria a identificar o corpo do seu irmão.

«Mesmo dias depois, continuámos a achar que ele estava vivo, mas agora que vimos o corpo, sabemos que ele partiu para sempre. Tenho um vazio no coração, mas espero que o tempo ajude a preenchê-lo».

A notícia chega no mesmo dia que uma patrulha da marinha indonésia diz ter encontrado o que pode ser a cauda do avião desaparecido, local onde podem estar as caixas negras, segundo disse o capitão da patrulha.

O voo QZ8501 partiu da cidade de Surabaia, na Ilha de Java, a 28 de dezembro e tinha previsto aterrar duas horas depois em Singapura, mas acabou por cair no mar 40 minutos depois de descolar. 

A aeronave transportava 162 pessoas, entre passageiros e tripulação: 155 indonésios, três sul-coreanos, um britânico, um francês, um malaio e um singapuriano.