O Presidente da Tanzânia condenou esta terça-feira a morte de um piloto britânico, defensor dos elefantes, e anunciou a detenção de cinco suspeitos de serem os autores dos disparos que abateu o helicóptero em que a vítima seguia.

O piloto Roger Gower, de 37 anos, morreu a 29 de janeiro quando o seu helicóptero, atingido por disparos, se despenhou durante um voo de vigilância sobre a reserva animal de Maswa, junto ao famoso parque nacional de Serengeti, no norte da Tanzânia.

Roger Gower trabalhava para uma organização de defesa e proteção dos animais, o Fundo de Proteção da Fauna Dan Friekdin.