Um menino norte-americano de dez anos, que sofre de paralisia cerebral desde os 18 meses, concretizou o sonho de marcar o primeiro touchdown, num jogo de futebol americano, com a ajuda de todos os colegas em campo. O momento, que está a emocionar os internautas, aconteceu durante um jogo em que a equipa de futebol do ensino básico Commerce Tigers jogou com os rivais de longa data, os Jefferson Dragons. A rivalidade entre as duas formações escolares é bem conhecida no Condado de Jackson, desde o ensino básico até as equipas de juniores, mas desta vez os alunos mostraram que há valores que vão além da rivalidade.

No sábado, 8 de setembro, Hayes Hutto foi ver o jogo com os pais, os professores Jon e Jodi Hutto, e não sabia que se iria tornar a estrela do jogo.

Para Hayes, a primeira surpresa aconteceu quando foi convidado a liderar e conduzir a equipa dos Commerce Tigers desde o túnel ao campo de futebol para o início do jogo. Mas a verdadeira emoção haveria de chegar no final da partida…

Enquanto Hayes assistia ao jogo na bancada, a equipa de que faz parte o melhor amigo Brody, entregou-lhe uma camisola do Commerce Tigers e convidou-o a jogar. O treinador da equipa adversária, os Jefferson Dragons, solicitou uma última jogada. O quarterback lançou a bola a Hayes e cânticos de "Hutt-to! Hutt-to!” irromperam no estádio quando Hayes “correu” em campo quase 60 metros de cadeira de rodas para cruzar a linha de golo e marcar o seu primeiro touchdown.

 

É bonito que ambas as escolas sejam rivais enormes, mas foram capazes de deixar isso de lado. Ambas as bancadas estavam a gritar e a torcer", disse o pai de Hayes, Jon Hutto, ao Canal 2 Action News.

A mãe de Hayes, Jodi Hutto, partilhou um vídeo no Facebook, que teve milhares de visualizações, e agradeceu a oportunidade que foi dada ao filho.

 

Leslie Coleman, mãe de Brody, o melhor amigo de Hayes, enviou um vídeo ao Channel 2 Action News para ilustrar o momento especial que os melhores amigos partilharam.