Uma surfista do Havai escapou a um ataque de tubarão-tigre com apenas alguns ferimentos numa das mãos. McKenzie Clark contou ao jornal West Hawaii Today que se conseguiu salvar graças a um amigo que estava consigo e que deu socos no animal, que acabou por fugir.
 
A mulher, de 34 anos, foi salva pelo amigo, Brian Wargo. Os amigos estavam a surfar em North Kohala, no Havai, na manhã de sexta-feira passada, quando o tubarão saltou para cima da mulher.
 
A água estava turva e não foi possível avistar o animal antes de ele emergir, que puxou Clark para fora da prancha e mordeu-lhe a mão, arrancando-lhe a pele. Wargo agarrou na barbatana dorsal do tubarão e deu-lhe cinco socos no nariz. Após o quinto golpe, o animal virou-se e desapareceu.
 
«Vi o tubarão a voltar, peguei na barbatana dorsal e comecei a dar-lhe pontapés e usei a minha prancha. Comecei a dar socos no tubarão e senti que ia partir a mão, mas o tubarão estremeceu e desapareceu no mar», relatou Wargo.
 
Logo a seguir Wargo levou a amiga para o hospital, onde a mulher levou 20 pontos, na mão esquerda e em dois dedos. «Foi aterrorizante, mas estou grata que tenha corrido da forma que aconteceu», disse Clark depois de receber alta do hospital. «Ser atacada por um tubarão deste tamanho e só ter um par de dedos mordidos…sinto-me muito sortuda», acrescentou a mulher.
 
Clark está agora à espera de uma operação de enxerto de pele para conseguir reparar completamente o dano. Na prancha vêem-se as marcas de dentes.