O presidente do Irão, Hassan Rohani, alertou hoje contra uma intervenção militar ocidental na Síria, considerando que os países ocidentais se iriam arrepender, e voltou a afirmar que é Israel a principal ameaça da região.

«Não procurem uma nova guerra na região porque se vão arrepender», disse Rohani, dirigindo-se aos países do Ocidente num discurso diante de uma parada militar, em que apelou à «política e ao diálogo» para resolver o conflito na Síria. O regime sírio de Bashar Al-Assad é o principal aliado regional de Teerão.

O presidente do Irão defendeu que «todos devem fazer um esforço para acabar com a guerra civil na Síria» e disse esperar que «os grupos de oposição da Síria se sentem à mesa de negociações com o governo».