A Organização da ONU para a Alimentação e a Agricultura (FAO) alertou esta segunda-feira para a existência de uma nova estirpe do vírus da gripe das aves, A (H5N6), identificada pela primeira vez em abril na China e muito patogénica.

O vírus H5N6 «é particularmente alarmante, porque foi detetado em várias zonas muito distantes umas das outras e é altamente patogénico, o que significa que as aves infetadas ficam rapidamente doentes e morrem muitas vezes num período de 72 horas», declarou Juan Lubroth, veterinário diretor da FAO, em comunicado.

A grande capacidade de contágio do vírus nas galinhas e nos gansos e a sua potencial propagação numa vasta parte do sudeste asiático representam uma verdadeira ameaça para os meios ligados à avicultura, que contribui para os rendimentos de centenas de milhões de habitantes da sub-região, sublinha a agência especializada das Nações Unidas cuja sede é em Roma.