Uma jovem egípcia de 19 anos morreu, esta segunda-feira, num hospital da região de Assiut, com gripe das aves, informa a Reuters.

A rapariga tinha estado em contacto com aves infetadas com o vírus H5N1.

Esta é a segunda morte devido a esta doença, só este ano, no Egito. No total, registaram-se sete casos neste país em 2014, entre os quais uma criança de três anos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, de 2003 a 2 de outubro de 2014, registaram-se 668 casos de gripe das aves em humanos, em 16 países. 393 pessoas morreram. A OMS alerta que há um pequeno risco de transmissão do vírus H5N1 de aves para humanos.

Este fim de semana, as autoridades da Holanda detetaram uma estirpe de gripe das aves numa quinta de Hekendrop.
  
Também as autoridades britânicas confirmaram esta segunda-feira um surto de gripe aviária numa quinta de criação de patos no norte de Inglaterra. Neste caso, trata-se do vírus H5, mas não da estirpe H5N1, a mais grave e que tem sido fonte de preocupação nos últimos anos.