O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira, anunciou esta quarta-feira que vai recorrer a todos os mecanismos legais para lutar contra a "intenção deliberada" do Presidente da República, José Mário Vaz, de derrubar o Governo.

"Há uma intenção deliberada de provocar uma crise para justificar a decisão de destituição do Governo", referiu Simões Pereira numa declaração ao país feita no Palácio do Governo após reuniões com diplomatas e líderes partidários com assento no parlamento.


Na quarta-feira, o presidente do prlamento da Guiné-Bissau, Cipriano Cassamá, disse que "o Governo está em perigo", depois de ter mantido uma reunião com o Presidente da República, José Mário Vaz. 

"O que ouvi hoje [ontem] de manhã, eu não concordo. Há possibilidade de dialogarmos. A queda do Governo não é uma solução para este país", referiu perante os deputados na Assembleia Nacional Popular (ANP).