Cerca de 15.000 pessoas morreram no Afeganistão em 2015, duas vezes mais do que em 2014 e quatro vezes mais do que em 2013, segundo um relatório do Instituto de Estudos Estratégicos Internacionais britânico divulgado esta quinta-feira em Londres.

O conflito no Afeganistão foi o que registou [em 2015] o maior aumento de vítimas, 15.000”, contra 7.500 em 2014 e 3.500 em 2013, afirmou o diretor do IISS (International Institute for Strategic Studies), John Chipman, na apresentação do relatório sobre conflitos armados no mundo.

“Isso sublinha a deterioração da segurança desde que Força Internacional de Assistência à Segurança (ISAF) começou a retirada”, acrescentou.