O exército governamental recuperou o controlo da sede da vila de Maringué, Sofala, centro de Moçambique, e tomou de assalto a sede da Renamo, onde estavam aquartelados os guerrilheiros, disse hoje à Lusa fonte militar.

«Acabámos de ocupar a sede do partido (Renamo), em defesa da população, pois os militares da Renamo já passeavam armados sem o mínimo de respeito» disse por telefone à Lusa um militar do exército, falando sob anonimato.

Elementos da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), maior partido da oposição, controlavam a sede do distrito de Maringué há sensivelmente uma semana, após confrontos, tendo encontrado resistência da Polícia.