A Turquia aumentou hoje as tarifas sobre as importações de uma série de produtos dos Estados Unidos, mais uma decisão que revela uma escalada do conflito entre os dois países da NATO.

Dentro da estrutura do princípio da reciprocidade e em retaliação aos ataques económicos conscientes dos Estados Unidos foram aumentadas as taxas sobre importações de determinados produtos”, escreveu hoje o vice-presidente da Turquia, Fuat Oktay, na sua página oficial da rede social Twitter.

De acordo com uma publicação no Diário Oficial, Ancara impôs taxas suplementares sobre as importações de produtos como o arroz, veículos, álcool, carvão e cosméticos.

No início de agosto, a Administração norte-americana avançou com sanções contra dois ministros turcos (das pastas do Interior e da Justiça) para pressionar a libertação de um pastor protestante norte-americano (Andrew Brunson) detido desde outubro de 2016 em território turco por acusações de "terrorismo e espionagem".

Mais recentemente, o presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou a duplicação das tarifas do alumínio e do aço turcos. Perante a decisão de Washington, a moeda turca (lira turca) entrou numa espiral descendente para novos mínimos de sempre, tendo já desvalorizado em mais de 25%.