A polícia deteve esta sexta-feira 14 pessoas na ação de despejo da Universidade de Atenas, que decorreu de forma pacífica, depois de na quinta-feira se terem verificado confrontos entre agentes e manifestantes.

A sede da reitoria da Universidade de Atenas estava ocupada há 19 dias por membros de grupos anarquistas que exigiam o encerramento das prisões de alta segurança e a abolição da lei antiterrorismo. A ação dos movimentos tinha ainda como objetivo pedir a libertação dos membros do grupo anarquista «Conspiração de Núcleos de Fogo».

A polícia entrou na reitoria, por uma porta lateral e por uma das varandas, depois de os ocupantes terem recusado abandonar o edifício.

A operação policial decorreu de forma pacífica.

Num protesto no norte de Grécia, na quinta-feira, um grupo de manifestantes, após tentar romper o cordão policial que cercava a universidade, incendiou contentores e lançou pedras contra os agentes, que ripostaram com gás lacrimogéneo.

Os incidentes continuaram durante a madrugada no bairro de Exarjia, em Atenas, onde anarquistas atearam fogo a contentores e lançaram «cocktails molotov» contra os agentes.