O parlamento grego falhou esta terça-feira, pela segunda vez, a eleição do Presidente da República, com o candidato do Governo, Stravos Dimas, a receber apenas 168 votos entre os 300 possíveis dos parlamentares gregos.

Segundo a contagem oficial, 168 deputados votaram no antigo comissário europeu Stravos Dimas, outros 131 recusaram-se a aprovar o nome do candidato do Governo e um parlamentar absteve-se na votação para Presidente, que na Grécia é feita de forma indireta, pelo parlamento.

Na primeira tentativa de eleição, na quarta-feira, Stravos Dimas obteve 160 votos, dos quais 155 da coligação conservadores-socialistas do primeiro-ministro Antonio Samaras, e cinco de deputados independentes.