O novo primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, tem previsto fechar esta terça-feira o elenco do seu Governo que, segundo a imprensa local, vai ser reduzido a dez ministérios, em vez dos 18 do Executivo de Samaras.

Os meios de comunicação social gregos coincidem na informação de que haverá quatro superministérios, com competências até aqui divididas por diversos departamentos.

Os restantes seis ministérios serão idênticos aos existentes, apesar de mudanças na designação. Entre os vários nomes apontados até ao momento, destaque para  Yanis Varoufakis, o economista que deverá ficar com a pasta das Finanças.

Segundo a imprensa, a única pasta que será ocupada por um político do parceiro da coligação governamental, o partido Gregos Independentes, será a Defesa. Esse cargo vai ser assumido pelo líder da formação de direita nacionalista, Panos Kammenos.

Prevê-se que os ministros prestem juramento ainda esta terça-feira, a menos que a tramitação dos decretos presidenciais necessários à reforma do sistema ministerial sofra algum atraso.

Já para quinta-feira está marcada a primeira visita oficial, com a deslocação a Atenas do presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz.