Novo episódio de violência entre migrantes e a polícia da Macedónia, com as autoridades a lançarem granadas de atordoamento e gás lacrimogéneo sobre os milhares de pessoas que tentaram romper o bloqueio policial junto à fronteira com a Grécia, avança a agência Reuters, neste sábado.

Depois de vários dias num território designado por "terra de ninguém", milhares de migrantes e refugiados, a maioria da Síria, aproveitaram uma cedência das autoridades para fazerem ceder o cordão policial, conseguindo atravessar para a Macedónia, contou um jornalista da Reuters.
 
De acordo com outro repórter no local, mas da Associated Press, o incidente ocorreu quando as forças de segurança da Macedónia deixavam entrar no país um pequeno grupo de migrantes com várias crianças.

Não há ainda confirmação oficial do número de feridos, mas entre as vítimas há mulheres, pelo menos uma grávida, e crianças que caíram e foram apanhadas no meio da correria.

A Macedónia, que tinha declarado o estado de emergência na sequência do aumento do fluxo migratório, tinha previsto deixar entrar algumas centenas de migrantes durante este sábado, num momento que coincidisse com a partida de alguns comboios para a Sérvia e para o resto da Europa.