A moção de censura contra o Governo de coligação grego, dirigido pelo conservador Antonis Samaras, foi esta noite rejeitada durante uma votação no parlamento de Atenas, na conclusão de um debate iniciado na sexta-feira.

A iniciativa foi impulsionada pelo Syriza (esquerda), principal força da oposição, e contou com o apoio parlamentar do Partido Comunista (KKE), Gregos Independentes (direita nacionalista) e Aurora Dourada (extrema-direita).

A favor da moção votaram 124 deputados, enquanto 153 rejeitaram o texto e 17 optaram pela abstenção.