A família da paquistanesa Farzana Parveen, apedrejada até a morte por se casar sem permissão, terá já morto a irmã mais velha da jovem, por ela se ter recusado a abandonar um marido de quem a família não gostava. A denúncia, publicada por dois jornais britânicos, o «The Telegraph» e o «Daily Mail», terá sido feita por um parente.

Rehana, a irmã mais velha de Farzana, terá sido morta por envenenamento. A família pode agora ser julgada num tribunal anti-terrorismo.