O Rei de Espanha convocou eleições parlamentares para 26 de junho.

Vamos esperar que todos tenhamos aprendido a lição e que o próximo Parlamento alcance um acordo de governo tão cedo quanto possível”, afirmou.

Felipe VI assinou o decreto de dissolução do parlamento esta manhã, depois do fracasso das negociações para tentar formar Governo. Segundo o decreto, a campanha arranca a 10 de junho e o próximo Congresso de Deputados será constituído a 19 de julho.

Esta é a primeira vez que o chefe de Estado espanhol marca eleições, por impedimento de Mariano Rajoy (Partido Popular, PP), chefe do Governo em funções.

É também a primeira vez em que os espanhóis são chamados novamente a votar, depois de as forças políticas não terem chegado a acordo na escolha do novo primeiro-ministro.